domingo, 21 de agosto de 2011

13º Salário NUNCA Existiu...


Nunca tinha pensando sobre este aspecto. Brilhante, de fato!

Os trabalhadores ingleses recebem os ordenados semanalmente!
Mas há sempre uma razão para as coisas e os trabalhadores ingleses, membros de uma sociedade mais amadurecida e crítica do que a nossa, não fazem nada por acaso!

Ora bem, cá está um exemplo aritmético simples que não exige altos conhecimentos de Matemática, mas talvez necessite de conhecimentos médios de desmontagem de retórica enganosa.

Lembrando que o 13º no Brasil foi uma inovação de Getúlio Vargas, o “pai dos pobres” e que nenhum governo depois do dele mexeu nisso.

Porquê? Porque o 13º salário não existe.

O 13º salário é uma das mais escandalosas de todas as mentiras dos donos do poder, quer se intitulem “capitalistas” ou “socialistas”, e é justamente aquela que os trabalhadores mais acreditam.

Suponhamos que você ganha R$ 700,00 por mês. Multiplicando-se esse salário por 12 meses, você recebe um total de R$ 8.400,00 por um ano de doze meses.
R$ 700,00 X 12 = R$ 8.400,00

Em Dezembro, o generoso governo manda então pagar-lhe o conhecido 13º salário.

R$ 8.400,00 + 13º salário = R$ 9.100,00

R$ 8.400,00 (Salário anual)
+ R$ 700,00 (13º salário)
= R$ 9.100,00 (Salário anual mais o 13º salário)

... e o trabalhador vai para casa todo feliz com o governo que mandou o patrão pagar o 13º.

Façamos agora um rápido cálculo aritmético:

Se o trabalhador recebe R$ 700,00 mês e o mês tem 4 semanas, significa que ganha por semana R$ 175,00.

R$ 700,00 (Salário mensal)
dividido por 4 (semanas do mês)
= R$ 175,00 (Salário semanal)

O ano tem 52 semanas (confira no calendário se tens dúvida!). Se multiplicarmos R$ 175,00 (Salário semanal) por 52 (número de semanas anuais) o resultado será R$ 9.100,00.

R$ 175,00 (Salário semanal)
X 52 (número de semanas anuais)
= R$ 9.100,00

O resultado acima é o mesmo valor do Salário anual mais o 13º salário
Surpresa!!
Onde está, portanto, o 13º Salário?

A resposta é que o governo, que faz as leis, lhe rouba uma parte do salário durante todo o ano, pela simples razão de que há meses com 30 dias, outros com 31 e também meses com quatro ou cinco semanas (ainda assim, apesar de cinco semanas o governo só manda o patrão pagar quatro semanas) o salário é o mesmo tenha o mês 30 ou 31 dias, quatro ou cinco semanas.

No final do ano o generoso governo presenteia o trabalhador com um 13º salário, cujo dinheiro saiu do próprio bolso do trabalhador.

Se o governo retirar o 13º salário dos trabalhadores da função pública, o roubo é duplo.

Daí que não existe nenhum 13º salário. O governo apenas manda o patrão devolver o que sorrateiramente foi tirado do salário anual.

Conclusão: Os Trabalhadores recebem o que já trabalharam e não um adicional.
13º NÃO É PRÊMIO, NEM GENTILEZA, NEM CONCESSÃO.
É SIMPLES PAGAMENTO PELO TEMPO TRABALHADO NO ANO!
TRABALHE PELA CIDADANIA!
CIRCULE ISSO!

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Horas extras não pagas


Segundo matéria escrita pelo colega Jorge Normando Rodrigues,muitos trabalhadores que realizaram cursos, ou trabalhos em terra, nas folgas, e não receberam as horas extras devidas,
Lembre-se que o prazo para reparar direitos trabalhistas não pagos é de 5 anos a partir da lesão (mês em que não pagaram horas extras, por exemplo) até o limite de 2 anos após o término do contrato de trabalho.
É preciso que todos saibam: várias empresas sustentam banco de horas irregular ao arrepio da legislação trabalhista e dos acordos coletivos de trabalho. Não pagam o acréscimo de 100% as folgas suprimidas, e as horas extras prestadas além de suas respectivas jornadas normais , mas apenas os dias trabalhados, de forma simples. Quem deixar para receber essas horas, acreditando no unilateral e ilegal “sistema de compensação” dessas empresas, literalmente perderá dinheiro.
Por fim, petroleiros do setor privado indagam se a mesma situação se aplica a eles, e respondemos que sim. Cursos, tarefas em terra, ou reuniões, na folga, devem ser cobrados como horas extras.
Em decisão recente da Subseção I Especializada em Dissídios Individuais (SDI-1) do Tribunal Superior do Trabalho concluiu-se que resta devido o pagamento de horas extras o tempo gasto em cursos que se destinavam ao aperfeiçoamento operacional e administrativo dos empregados dessas empresas.
No TST, a Sexta Turma rejeitou o recurso de revista de uma empresa de petróleo em favor dos empregados, verificando o tempo gasto por cada empregado nos cursos e palestras oferecidos e também quais desses eventos estavam relacionados com a atividade empresarial.
De acordo com o ministro, a empresa, ao não pagar as horas extras a todos os trabalhadores pela participação em cursos e palestras, de forma genérica, feriu direito daquela coletividade.
Sendo assim, está se firmando uma jurisprudência no sentido que esses cursos fazem parte do tempo do empregado a disposição do empregador, tendo em vista que o mesmo se beneficia de uma força de trabalho cada vez mais qualificada, deve custear o curso e as horas que ultrapassarem a jornada normal de trabalho.
Fonte: FUP

Empresas contratadas fazem o mesmo, o que podemos fazer.

terça-feira, 19 de julho de 2011

TRABALHO DE EQUIPE

TEMOS QUE PARABENIZAR O SINDICATO QUE ESTEVE TODO O TEMPO AO LADO DOS TRABALHADORES NESTA LUTA QUE ESTA SÓ NO COMEÇO, MOBILIZAÇÃO ENCHOVA ESTEVE EM MACAÉ NO DIA 21/06/2011 QUANDO A PETROBRAS DESEMBARCOU DEZENAS DE FUNCIONÁRIOS QUE ADERIRAM A GREVE E COORDENADORES DAS EMPRESAS ESPALHARAM BOATOS QUE A PETROBRAS ESTARIA BLOQUEANDO O “SISPAT” DESTES TRABALHADORES, PODEMOS PRESENCIAR A ENTIDADE CUSTEANDO DESDE HOSPEDAGEM ATÉ PASSAGEM PARA FUNCIONÁRIOS QUE ERAM DE OUTRAS CIDADES E FORAM DEIXADOS EM MACAÉ.
COMPANHEIROS NÓS FICAMOS EM SILÊNCIO POR UM MÊS, POIS QUERIAMOS SABER A OPINIÃO DOS TRABALHADORES NOS COMENTÁRIOS, ALGUNS BAIXARAM O NIVEL FAZENDO ACUSAÇÕES E OUTROS CULPARAM O SINDICATO SÓ QUE NESTA BRIGA ESQUECEMOS DAS CONQUISTAS.
1º - PELA PRIMEIRA VEZ TRABALHAMOS EM EQUIPE, TRABALHADORES E SINDICATO.
2º - COSEGUIMOS LEVAR AS NOSSAS REIVINDICAÇÕES PARA FORA DA CIDADE DE MACAÉ, ONDE SABEMOS QUE AS EMPRESAS FORMARAM UM PODEROSO CARTEL SALARIAL
3º - MELHORAMOS MUITO O NIVEL DE ORGANIZAÇÃO QUE ANTES ERA ZERO.
QUANTO AO GRANDE INDICE DE COMPANHEIROS QUE RETORNARAM AO TRABALHO NO DIA 22/06/2011, JÁ ERA PREVISTO E NÃO PODEMOS JULGA-LOS POIS A PRESSÃO PSICOLÓGICA A QUE OS TRABALHADORES FORAM SUBMETIDOS TERIA UM EFEITO NEGATIVO COMO JÁ ESPERAVAM AS EMPRESAS QUE DIVULGARAM UM DOCUMENTO COM TAIS MEDIDAS E O MESMO JÁ SE ENCONTRA EM POSSE DO SINDICATO.
TEMOS NOTICIAS NÃO OFICIAIS DE PESSOAS QUE ESTIVERAM NA SEÇÃO ESPECIALIZADA EM DISSÍDIOS COLETIVOS ( SEDIC ), PRESIDIDA PELA DESEMBARGADORA MARIA DE LOURDES SALLABERRY, NO DIA 6/7/2011, QUE AS EMPRESAS NÃO TIVERAM ARGUMENTOS E A GRANDE DIFERENÇA DE SALÁRIO ENTRE AS UNIDADES, (BACIA DE CAMPOS MACAÉ RJ E REDUC DUQUE DE CAXIAS RJ. ), DEIXOU UMA PERGUNTA IMPORTANTE PORQUE FUNCIONÁRIOS TERCERIZADOS DA MESMA EMPRESA NO MESMO ESTADO E COM QUALIFICAÇÕES SEMELHANTES RECEBEM SALARIOS TÃO DIFERENTES, A ÚNICA DIFERENÇA NA VERDADE É O REGIME DE CONFINAMENTO E RISCOS QUE NO CASO DA BACIA DE CAMPOS É MUITO ELEVADO.
NO PASSADO AS REMUNERAÇÕES LAVAVAM EM CONSIDERAÇÃO ESTA CONDIÇÃO ESPECIAL DE TRABALHO, HOJE A COISA SE INVERTEU E NÓS ACOMPANHAMOS CASOS COMO DA EMPRESA IMETAME QUE ABUSIVAMENTE NÃO DEPOSITOU O ADIANTAMENTO DE FUNCIONÁRIOS QUE GANHAM POUCO MAIS DE UM SALARIO MÍMIMO POR MÊS COMO FORMA DE PUNIÇÃO.
AGORA TEMOS QUE CONTINUAR ORGANIZADOS POIS A LUTA CONTINUA E NOSSA PAUTA NÃO SE RESUME EM AUMENTO DE SALARIO TEMOS OUTROS ITENS MUITO IMPORTANTES QUE NÃO ESTÃO SENDO DIVULGADOS.

quinta-feira, 23 de junho de 2011

RETORNO DA DITADURA

AS CENAS QUE SE REPETEM EM TODAS AS UNIDADES DA PETROBRAS NA BACIA DE CAMPOS NOS ULTIMOS DIAS RETRATA BEM UM PEDAÇO DA HISTÓRIA DO NOSSO PAIS QUANDO AS AUTORIDADES TRATAVAM A POPULAÇÃO DESSA FORMA.
AGORA LONGE DOS OLHOS DA SOCIEDADE CIVIL A PETROBRAS E AS EMPRESAS TERCERIZADAS FAZEM UM TIPO DE TORTURA PSICOLÓGICA E TODO TIPO DE AMEAÇAS COM OS TRABALHADORES QUE TENTAM LUTAR POR MELHORES CONDIÇÕES DE TRABALHO.
POR OUTRO LADO A IMPRENSA NÃO DIVULGA ESTAS NOTICIAS QUE NÃO ATENDEM OS INTERESSES CAPITALISTAS E NÓS CONTINUAMOS DESAMPARADOS NESSA BATALHA.
DESTA FORMA NÓS DEVEMOS NOS MANTER UNIDOS, A ÚNICA ARMA DA DITADURA É A OPRESSÃO E O POVO QUE LUTOU PARA O FIM DESTE PERÍODO QUE DEIXOU UM GRANDE PREJUÍSO SICIAL PARA ESTE PAÍS NÃO VAI APROVAR ESTE RETORNO.
MOBILIZAÇÃO ENCHOVA FAZ UM APELO A TODOS QUE POSSAM SE UNIR A ESTA LUTA PARA DAR UM FIM NA TORTURA QUE ESTA TRASENDO TANTO TRISTEZA PARA PESSOAS QUE ESTÃO COM A PETROBRAS A MUITOS ANOS E QUE DERAM PARTE DE SUAS VIDAS PARA A EMPRESA HOJE SER A MAIOR EMPRESA DO BRASIL.

sábado, 18 de junho de 2011

DENUNCIA GRAVE:

Gostaria de denunciar também a empresa “Elfe”, que está ameaçando de desembarcar os funcionários que estão embarcados e descontar o dia de trabaolho + Vôo de desembarque + Vôo de embarque do outro funcionário que terá que embarcar p/ cobrir o colaborador envolvido na greve, e informo também, que os funcionários de PCP1/3 e PCP2 foram descontados os dois dias de trabalho da paralisação passada, e a gerencia da Elfe esta querendo saber quem são as pessoas que estão falando em participar da greve para aplicar futuras advertências e punições e de acordo com os companheiros de outras Plataformas isto está acontecendo em todas as unidades que estão sobre o contrato da Elfe, estamos precisando do apoio do sindicato perante a essa situação, pois só assim podemos lutar por nossos direitos e reconhecimentos.





Gostaria de denunciar que a empresa Engevix, está ameaçando de desembarque os funcionários que estão embarcados, e já desembarcou funcionários da unidade de P-07 que ainda estavam com 7 dias de embarque porque os mesmos falaram que iriam participar da greve. E os que ficaram a bordo estão sendo ameaçados de desembarque em caso de adesão isto está acontecendo em todas as unidades que estão sobre o contrato da Engevix. Precisamos da ajuda de todos para divulgar o que a diretoria e coordenação da Engevix está fazendo,impedindo que lutemos por nossos direitos

sexta-feira, 17 de junho de 2011

"SINTPICC ------- MACAÉ RJ":

Venho por meio de esta informar a todos que partir de terca Feira do dia 21-06-2011, estaremos entrando em greve por tempo indeterminado.
Paralisação Geral... Off e On-shore, mediante a decisão tomada entre trabalhadores e sindicato na assembléia realizada no dia 14/06/2011,
Temos que efetivamente apoiar esta luta, pois somente desta forma iremos conseguir a valorização da mão-de-obra.
Vamos a luta companheiro....
Divulguem para todos. Empresas ligadas ao Sindicato como:Iesa, Mendes Junior, Imetame, Engevix, Odebrecht, UTC, PCP, Skaska, Lupatech, etc...

ATENÇÃO

Para manifestar a sua opinião FAVORÁVEL ao PL-3765/2008 na Câmara basta ligar para 0800-619-619 em dias úteis é das 8:00 da manhã às 20:00. ligue faça seu cadastro e ajude com seu manifesto a favor dos 14x21.

quinta-feira, 16 de junho de 2011

REPRESSÃO

INFORMAÇÕES MAIS RECENTES NÃO DEIXÃO DUVIDAS QUE EXISTE UMA PARTICIPAÇÃO CADA VEZ MAIS EFETIVA DOS TRABALHADORES DO SETOR INDUSTRIAL DO MUNICÍPIO DE MACAÉ, RJ.
DEPOIS DA ASSEMBLÉIA DO DIA 14/06/2011 QUE DEMONSTROU O EMPENHO DA FORÇA DE TRABALHO PARA CONQUISTAR AS REIVINDICAÇÕES PROPOSTAS AGORA ATRAVÉZ DE PARALIZAÇÃO POR TEMPO INDETERMINADO JÁ QUE ESGOTARAN TODAS AS TENTATIVAS DE NEGOCIAÇÃO COM A PATRONAL. CONVOCAMOS TODOS OS TRABALHADORES QUE PARTICIPEM DE FORMA PACÍFICA DESSE MOVIMENTO HISTÓRICO DE MELHORIAS DAS CONDIÇÕES DE TRABALHO NA BACIA DE CAMPOS, PALCO HOJE DA MAIOR BATALHA TRAVADA NO BRASIL POR REPOSIÇÃO SALÁRIAL E OUTRAS REIVINDICAÇÕES QUE MOBILIZOU APROXIMADAMENTE VINTE E QUATRO MIL TRABALHADORES QUE ADERIRAM A GREVE DE 48 H.
ASSIM COMO A BACIA DE CAMPOS TEM UMA GRANDE IMPORTANCIA NO CENÁRIO ECONÔMICO NACIONAL, CABIÚNAS,PARQUE DE TUBOS E IMBETIBA FAZ PARTE DESSA HISTÓRIA. POR ISSO QUEREMOS DEIXAR UMA MENSAGEM DE SOLIDARIEDADE PARA OS COMPANHEIROS DE TRABALHO QUE EXERCEM SUAS FUNÇÕES NAQUELAS UNIDADES E QUE TIVERAM ATRAVÉZ DE EMPRESAS, SUPERVISORES, COORDENADORES, ENGENHEIROS E FISCAIS SEUS DIREITOS AMEAÇADOS, É IMPORTANTE ESCLARECER PARA OS ENVOLVIDOS QUE O DIREITO DE GREVE É O MAIS IMPORTANTE INSTRUMENTO DA LUTA DOS TRABALHADORES, VERDADEIRO GRITO COLETIVO DA CLASSE CLAMANDO POR CIDADANIA. É GARANTIDO PELA CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988 NO ART. 9º E REGULAMENTADO PELA LEI Nº 7.783/89. É TEMPO DE CONSIDERAR QUE A REPRESSÃO GERA RESISTÊNCIAS, OBSTÁCULOS À NEGOCIAÇÃO DA BOA CONVIVÊNCIA, UMA AMEAÇA AOS PARÂMETROS DO ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO.

sábado, 11 de junho de 2011

ATO DE DESESPERO

Oficio n° 134/2011
Ao Ilmo. Sr. Alexandre Moraes Vasconcellos
DD – Presidente do Sindicato das Empresas de Engenharia de Montagem Industrial


Tendo em vista as recentes ligações dos trabalhadores das empresas vinculadas a este sindicato, informando sobre os referidos descontos no salário, referentes à paralisação dos dias 27 e 28 do mês de maio de 2011, em especial as empresas Elfe e Imetame.
É importante esclarecer que o direto de greve é o mais importante instrumento da luta dos trabalhadores, verdadeiro grito coletivo dessa classe clamando por cidadania.
Quando acaba o diálogo, é o meio pacífico por excelência de restabelecê-lo. Assim, pode-se concebê-lo como valioso instrumento de paz na conflituosa relação entre capital e trabalho. É garantido pela Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 no art. 9º e regulamentado pela lei n° 7.783/89, que define em seu artigo 2º como, legítimo exercício do direito de greve a suspensão coletiva, temporária e pacífica, total ou parcial, de prestação pessoal de serviços a empregador.
Esta lei estabelece ainda em seu artigo 7º que a participação em greve suspende o contrato de trabalho, devendo as relações obrigacionais durante o período ser regidas pelo acordo, convenção, laudo arbitral ou decisão da Justiça do Trabalho.
O desconto dos dias parados deve ocorrer somente se tiver previsão expressa no instrumento que finalizar a greve: convenção ou acordo coletivo, ou ainda a sentença normativa, quando houver dissídio ajuizado perante a Justiça do Trabalho. Caso contrário, não cabe ao empregador efetuar qualquer desconto do empregado.
Isso porque as faltas ao trabalho por participação em greve não podem ser tratadas como simples faltas injustificadas do empregado. Estas são manifestações individuais, enquanto a greve é fenômeno coletivo de toda e por toda uma categoria
O Supremo Tribunal Federal, quando do julgamento de Agravo Regimental em Suspensão de Segurança nº. 2.061/DF, em despacho do Exmo Sr. Ministro MARCO AURÉLIO DE MELLO, abraçou esse entendimento.

Além de grave violação ao direito, descontar dos trabalhadores os dias em que estiveram lutando por melhores condições de trabalho e remuneração é profunda injustiça que merece o repúdio do Poder Judiciário, em todas as instâncias.

Para a efetividade da garantia constitucional de greve, deve ser mantida a equação inicial, de modo a se confirmar a seriedade que se espera do Estado, sob pena de prevalecer o domínio do irracional, a força pela força.

É tempo de considerar que a ferocidade da repressão gera resistências, obstaculizando a negociação própria a boa convivência, a constante homenagem aos parâmetros do Estado Democrático de Direito.

É com esse espírito e evitando que os ânimos fiquem acirrados cada vez mais para a Assembléia que se realizará nos próximos dias, vem solicitar ao SINDEMON que intervenha junto às empresas para que não realize os descontos, bem como aquelas que o fizeram, reembolsem os respectivos trabalhadores.




Cordialmente





Dr. Leonardo Lessa Rabello
OAB/RJ nº 115.972

quinta-feira, 9 de junho de 2011

JIRAU TAMBEM É AQUI!

Companheiros petroleiros terceirizados, a realidade de baixos salários e falta de condições dignas de trabalho não pode mais ser tolerada. Enquanto sobem os preços dos alimentos, dos combustíveis, das moradias, do transporte público e de tudo mais que é necessário para nossa sobrevivência digna, só os nossos salários não sobem.
A cada dia ficamos mais empobrecidos enquanto nossos patrões, que também são donos das empresas de alimentos, combustíveis, construtoras, de transporte público etc., ficam cada vez mais ricos.
O sindicato que, no papel, nos representa, o SINTPICC, sob pressão dos trabalhadores, pela primeira vez em muitos anos convocou uma greve. Mas negocia a passos lentos com os patrões e rebaixa demais nossas reivindicações, nem ao menos impõe um índice de reajuste salarial digno, dando margem para a patronal apresentar a vergonhosa proposta de 8% de aumento, enquanto só o preço da carne já subiu quase 30% e o dos combustíveis mais de 30% em um ano!
Isso que fazem com a gente é um ato criminoso. E nós não só podemos como devemos nos defender.
À exemplo dos companheiros trabalhadores das Usinas de Jirau e Santo Antônio devemos partir para a mobilização, partir para a greve por tempo indeterminado para impedir que essa superexploração desenfreada continue.
E mais, não devemos ficar eternamente reféns de direções sindicais pelegas. Chegou a hora dos próprios trabalhadores definirem suas reivindicações. A direção do SINTPICC levou reivindicações rebaixadas aos patrões e teve como resposta uma proposta ridícula.
Ao invés de recuarmos e começarmos a nos conformar com a idéia de receber migalhas devemos usar as assembléias para avançar nas propostas. Temos de mostrar que não estamos de acordo com a postura mansa da direção do SINTPICC e exigir aquilo que nos é de direito.
Propomos que as assembléias aprovem as seguintes reivindicações:
1) Aumento real de 29% para todos os trabalhadores e estabelecimento de piso salarial de 6 salários mínimos para toda a força de trabalho off-shore e 4 salários mínimos para os trabalhadores on-shore (salário mínimo do DIEESE).
2) Isonomia de salários e benefícios com relação aos empregados diretos da Petrobrás. (trabalho igual, salários iguais).
3) 90% de adicionais (30% de periculosidade, 30% de adicional de confinamento e 30% de sobreaviso).

terça-feira, 7 de junho de 2011

A HORA É AGORA

PREZADOS COMPANHEIROS, ESTAMOS NA RETA FINAL DA NOSSA LUTA CONTRA A SITUAÇÃO HUMILHANTE QUE SE ENCONTRA NOSSOS SALÁRIOS HOJE EM DIA, É DE VITAL IMPORTÂNCIA A NOSSA PARTICIPAÇÃO NO DIA 14/06/2011, NO GINÁSIO POLIESPORTIVO JUQUINHA ( TÊNIS CLUBE ), RUA PEREIRA DE SOUZA, 117, CENTRO MACAÉ RJ, PARA A ASSEMBLÉIA QUE DEFINIRA A PRÓXIMA GREVE DE 72 HORAS – 1º CONVOCAÇÃO AS 18:00 HORAS – 2º CONVOCAÇÃO AS 18:30 HORAS.
PRECISAMOS COLOCAR O MAIOR NÚMERO DE PESSOAS POSSÍVEL NESTE DIA, PARA QUE FINALMENTE A CLASSE PATRONAL ENTENDA QUE NÓS SOMOS A MAIORIA, E QUE AS EMPRESAS SÓ EXISTEM POR NOSSA CAUSA, ENTÃO SE VOCÊ CONHECE ALGUM VEREADOR DE SUA CIDADE, ALGUEM QUE POSSA AJUDAR COM TRANSPORTE, VAMOS CONSEGUIR ÔNIBUS, VANS, CARROS, PARA QUE POSSAMOS LEVAR O MAIOR NÚMERO DE PESSOAS, CHAMEM SUAS ESPOSAS, FAMILIARES, AMIGOS DA RUA, DOS BARES, DO FUTEBOL, ETC E VAMOS MOSTRAR A NOSSA FORÇA.
OUTRA COISA IMPORTANTE É NÃO CEDER AS AMEAÇAS DE DEMISSÃO QUE ESTÃO ACONTECENDO, TEMOS QUE FICAR MAIS UNIDOS AINDA, O QUE DER PRA UM, DÁ PARA TODOS.
SE HOVER ALGUM COMPANHEIRO SENDO AMEAÇADO, VAMOS TODOS JOGAR A CARTEIRA DE TRABALHO NA MESA, AÍ QUERO VER SE ELES VÃO DEMITIR ATODOS. DENUNCIE PARA O SINDICATO QUAL A EMPRESA E A PESSOA QUE ESTÁ AMEAÇANDO.
COMPANHEIROS, A HORA É AGORA E A VITORIA SERÁ NOSSA, VAMOS TODOS JUNTOS LUTAR POR UM FUTURO MELHOR PARA AS NOSSAS FAMÍLIAS.

TRABALHADORES UNIDOS JAMAIS SERÃO VENCIDOS!!!!!!!!!!

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Greves dos operários da construção civil em terceirizadas da Petrobrás arranca reajuste de 26%

CUT

Escrito por: William Pedreira
Mesmo diante das atitudes intransigentes impetradas pelas empresas terceirizadas da Petrobrás responsáveis pela ampliação da Usina Termoelétrica Luis Carlos Prestes, em Três Lagoas (MS), os trabalhadores em greve não abrandaram e através da mobilização e união arrancaram um acordo com reajuste salarial de 26%, o maior registrado neste ano.
Em assembleia realizada na noite de sexta-feira (27) e que varou a madrugada de sábado (28), os operários aprovaram a proposta negociada entre CUT, Conticom (Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e da Madeira) e Fetricom (Federação dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário do Mato Grosso do Sul) junto às empresas e a Superintendência Regional do Trabalho e Emprego no Estado.
Nela, além do aumento de 26%, estão incluídos o reajuste nas horas extras de 50% nos dias normais, 75% aos sábados e 130% nos domingos; o valor da cesta básica dobrou, passando de R$120 para R$240; mudança na baixada que passará a ser de dois dias a cada 60, estabilidade de três meses para toda comissão e no período da greve a empresa garantiu um dia compensando os outros três com uma hora por dia.
“Foi um acordo sensacional. Vale ressaltar que os vencimentos na região não eram baixos. Com o reajuste os operários terão um salário maior do que em muitas regiões de São Paulo”, exemplifica Luiz Carlos de Queiroz, secretário de Políticas Sociais da Conticom
A greve, que durou uma semana, foi uma deliberação dos próprios operários dos canteiros de obras. Diante do imobilismo do sindicato local, a categoria acionou à Federação que contatou à CUT e à Conticom para que interviessem a fim de solucionar os impasses.
“O sindicato local negociou um acordo paralelo com as empresas que previa um reajuste de 10% e tentou empurrá-losem ouvir os trabalhadores. Mas no final a vontade da classe trabalhadora em contar com à CUT, Conticom e Fetricom à frente das negociações prevaleceu diante do entreguismo”, comemora Webergton Sudário, conhecido como Corumbá, presidente da Fetricom.
“A partir de uma situação lamentável, onde houve casos de cárcere privado e falta de disponibilidade de alimentação, a Petrobrás vai reavaliar com certeza os problemas instalados dentro de suas terceirizadas. O importante é fiscalizar e estar atento para garantir que sejam respeitados os direitos dos trabalhadores”, complementa Webergton.
Além do acordo, os operários aprovaram também o reconhecimento do Sintiespav como representante oficial dos trabalhadores, junto à Federação, à Confederação e à CUT
Para Queiroz, o próximo passo é discutir o Contrato Coletivo Nacional, apontado por ele como essencial para garantir melhorias nas condições de trabalho, igualando salários e benefícios a nível nacional. A ideia é aproveitar as inúmeras obras erguidas com recursos públicos para vincular os investimentos a contrapartidas sociais.
NÃO ADIANTA O SINDICATO TROCAR DE LADO POIS SE FOR PRECISO NÓS ACIONAREMOS O APOIO DA ( NCST, FETICOM E CNTI ).

sexta-feira, 3 de junho de 2011

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

PELO PRESENTE FICAM CONVOCADOS, TODOS OS INTEGRANTES DA CATEGORIA PROFISSIONAL DA MONTAGEM INDUSTRIAL REPRESENTADA POR ESTA ENTIDADE DE CLASSE, ASSOCIADOS OU NÃO, PARA SE REUNIREM EM ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA, NO DIA 14 DE JUNHO DE 2011, NO GINÁSIO POLIESPORTIVO JUQUINHA ( TENIS CLUBE ), SITUADO Á RUA PEREIRA DE SOUZA, Nº 117, CENTRO MACAÉ/RJ, EM PRIMEIRA CONVOCAÇÃO, ÀS 18:00 Hs, OU EM SEGUNDA CONVOCAÇÃO, ÀS 18:30 Hs, COM QUALQUER NÚMERO PARA DELIBERAÇÃO, COM O OBJETIVO DE ANALISAR A NOVA PROPOSTA PATRONAL E DEMAIS ASSUNTOS GERAIS.




É HORA DE MOBILIZAÇÃO

É IMPORTANTE A PRESENÇA DE UMA GRANDE MASSA DE TRABALHADORES.


SINTPICC ---- A FORÇA DO TRABALHADOR.




João Rodrigues Vieira
Presidente

Direito de greve

Presidência da República
Casa Civil
Subchefia para Assuntos Jurídicos
LEI Nº 7.783, DE 28 DE JUNHO DE 1989.
Dispõe sobre o exercício do direito de greve, define as atividades essenciais, regula o atendimento das necessidades inadiáveis da comunidade, e dá outras providências.
O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:
Art. 1º É assegurado o direito de greve, competindo aos trabalhadores decidir sobre a oportunidade de exercê-lo e sobre os interesses que devam por meio dele defender.
Parágrafo único. O direito de greve será exercido na forma estabelecida nesta Lei.
Art. 2º Para os fins desta Lei, considera-se legítimo exercício do direito de greve a suspensão coletiva, temporária e pacífica, total ou parcial, de prestação pessoal de serviços a empregador.
Art. 3º Frustrada a negociação ou verificada a impossibilidade de recursos via arbitral, é facultada a cessação coletiva do trabalho.
Parágrafo único. A entidade patronal correspondente ou os empregadores diretamente interessados serão notificados, com antecedência mínima de 48 (quarenta e oito) horas, da paralisação.
Art. 4º Caberá à entidade sindical correspondente convocar, na forma do seu estatuto, assembléia geral que definirá as reivindicações da categoria e deliberará sobre a paralisação coletiva da prestação de serviços.
§ 1º O estatuto da entidade sindical deverá prever as formalidades de convocação e o quorum para a deliberação, tanto da deflagração quanto da cessação da greve.
§ 2º Na falta de entidade sindical, a assembléia geral dos trabalhadores interessados deliberará para os fins previstos no "caput", constituindo comissão de negociação.
Art. 5º A entidade sindical ou comissão especialmente eleita representará os interesses dos trabalhadores nas negociações ou na Justiça do Trabalho.
Art. 6º São assegurados aos grevistas, dentre outros direitos:
I - o emprego de meios pacíficos tendentes a persuadir ou aliciar os trabalhadores a aderirem à greve;
II - a arrecadação de fundos e a livre divulgação do movimento.
§ 1º Em nenhuma hipótese, os meios adotados por empregados e empregadores poderão violar ou constranger os direitos e garantias fundamentais de outrem.
§ 2º É vedado às empresas adotar meios para constranger o empregado ao comparecimento ao trabalho, bem como capazes de frustrar a divulgação do movimento.
§ 3º As manifestações e atos de persuasão utilizados pelos grevistas não poderão impedir o acesso ao trabalho nem causar ameaça ou dano à propriedade ou pessoa.
Art. 7º Observadas as condições previstas nesta Lei, a participação em greve suspende o contrato de trabalho, devendo as relações obrigacionais, durante o período, ser regidas pelo acordo, convenção, laudo arbitral ou decisão da Justiça do Trabalho.
Parágrafo único. É vedada a rescisão de contrato de trabalho durante a greve, bem como a contratação de trabalhadores substitutos, exceto na ocorrência das hipóteses previstas nos arts. 9º e 14.
Art. 8º A Justiça do Trabalho, por iniciativa de qualquer das partes ou do Ministério Público do Trabalho, decidirá sobre a procedência, total ou parcial, ou improcedência das reivindicações, cumprindo ao Tribunal publicar, de imediato, o competente acórdão.
Art. 9º Durante a greve, o sindicato ou a comissão de negociação, mediante acordo com a entidade patronal ou diretamente com o empregador, manterá em atividade equipes de empregados com o propósito de assegurar os serviços cuja paralisação resultem em prejuízo irreparável, pela deterioração irreversível de bens, máquinas e equipamentos, bem como a manutenção daqueles essenciais à retomada das atividades da empresa quando da cessação do movimento.
Parágrafo único. Não havendo acordo, é assegurado ao empregador, enquanto perdurar a greve, o direito de contratar diretamente os serviços necessários a que se refere este artigo.
Art. 10 São considerados serviços ou atividades essenciais:
I - tratamento e abastecimento de água; produção e distribuição de energia elétrica, gás e combustíveis;
II - assistência médica e hospitalar;
III - distribuição e comercialização de medicamentos e alimentos;
IV - funerários;
V - transporte coletivo;
VI - captação e tratamento de esgoto e lixo;
VII - telecomunicações;
VIII - guarda, uso e controle de substâncias radioativas, equipamentos e materiais nucleares;
IX - processamento de dados ligados a serviços essenciais;
X - controle de tráfego aéreo;
XI compensação bancária.
Art. 11. Nos serviços ou atividades essenciais, os sindicatos, os empregadores e os trabalhadores ficam obrigados, de comum acordo, a garantir, durante a greve, a prestação dos serviços indispensáveis ao atendimento das necessidades inadiáveis da comunidade.
Parágrafo único. São necessidades inadiáveis, da comunidade aquelas que, não atendidas, coloquem em perigo iminente a sobrevivência, a saúde ou a segurança da população.
Art. 12. No caso de inobservância do disposto no artigo anterior, o Poder Público assegurará a prestação dos serviços indispensáveis.
Art. 13 Na greve, em serviços ou atividades essenciais, ficam as entidades sindicais ou os trabalhadores, conforme o caso, obrigados a comunicar a decisão aos empregadores e aos usuários com antecedência mínima de 72 (setenta e duas) horas da paralisação.
Art. 14 Constitui abuso do direito de greve a inobservância das normas contidas na presente Lei, bem como a manutenção da paralisação após a celebração de acordo, convenção ou decisão da Justiça do Trabalho.
Parágrafo único. Na vigência de acordo, convenção ou sentença normativa não constitui abuso do exercício do direito de greve a paralisação que:
I - tenha por objetivo exigir o cumprimento de cláusula ou condição;
II - seja motivada pela superveniência de fatos novo ou acontecimento imprevisto que modifique substancialmente a relação de trabalho.
Art. 15 A responsabilidade pelos atos praticados, ilícitos ou crimes cometidos, no curso da greve, será apurada, conforme o caso, segundo a legislação trabalhista, civil ou penal.
Parágrafo único. Deverá o Ministério Público, de ofício, requisitar a abertura do competente inquérito e oferecer denúncia quando houver indício da prática de delito.
Art. 16. Para os fins previstos no art. 37, inciso VII, da Constituição, lei complementar definirá os termos e os limites em que o direito de greve poderá ser exercido.
Art. 17. Fica vedada a paralisação das atividades, por iniciativa do empregador, com o objetivo de frustrar negociação ou dificultar o atendimento de reivindicações dos respectivos empregados (lockout).
Parágrafo único. A prática referida no caput assegura aos trabalhadores o direito à percepção dos salários durante o período de paralisação.
Art. 18. Ficam revogados a Lei nº 4.330, de 1º de junho de 1964, o Decreto-Lei nº 1.632, de 4 de agosto de 1978, e demais disposições em contrário.
Art. 19 Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.
Brasília, 28 de junho de 1989; 168º da Independência e 101º da República.
JOSÉ SARNEY
Oscar Dias Corrêa
Dorothea Werneck

sábado, 28 de maio de 2011

MOVIMENTO HISTÓRICO

AGRADECEMOS A TODOS OS TRABALHADORES QUE PARTICIPAM DESTE MOVIMENTO HISTÓRICO NA BACIA DE CAMPOS, PELA MELHORIA DAS CONDIÇÕES DE TRABALHO
TIVEMOS INFORMAÇÕES DE QUE A PARALIZAÇÃO FOI UM SUCESSO. TODAS AS UNIDADES TIVERAM ADESÃO ACIMA DE 90%.
ESTE RESULTADO REFLETE O NIVEL DE INSATISFAÇÃO DA FORÇA DE TRABALHO COM A OFERTA DO SETOR PATRONAL E MOSTRA O QUE VAI OCORRER SE NÃO HOUVER UMA OFERTA POR PARTE DAS EMPRESAS NO INTUITO DE ATENDER AS REIVINDICAÇÕES PROPOSTAS.
NA PRÓXIMA segunda-feira DIA 30/05/2011, 18:00H NA SEDE DO SINDICATO OCORRERÁ UMA ASSEMBLÉIA ONDE SERÁ FEITO UM BALANÇO DO MOVIMENTO DE PARALIZAÇÃO E POSSIVELMENTE UMA CONTRA PROPOSTA DO SETOR PATRONAL
DEVEMOS NOS MANTER UNIDOS E INFORMADOS SOBRE OS PRÓXIMOS ACONTECIMENTOS.

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Acompanhamento de Proposições Brasília, sábado, 21 de maio de 2011

Informamos que as proposições abaixo sofreram movimentações.


PL-03765/2008 - Altera a Lei nº 5.811, de 11 de outubro de 1972, para assegurar a jornada de turnos ininterruptos de revezamento, estabelecida no inciso XIV do art. 7º da Constituição Federal, aos trabalhadores abrangidos por esta legislação especial, e garantir o âmbito de aplicação dessa legislação a todos os que prestem serviços sob o regime de embarque e confinamento, como empregados ou como trabalhadores terceirizados.
- 19/05/2011 Encerrado o prazo para emendas ao projeto. Não foram apresentadas emendas.

Essa proposição vai estar indo para votação na camara federal e tem com o objetivo de votar pelo direito de folga de 14/21 para todos os trabalhadores com regime de confinamento, pesso que todos possam entrar no site da camara dos deputados e peçam que votem a favor e mostrem que tem nos representado, um abraço a todos os companheiros!!!!!

AVISO AOS TRABALHADORES, ÀS AUTORIDADES E À POPULAÇÃO

Pelo presente, comunicamos aos trabalhadores, às autoridades e à população que os trabalhadores por nós representados em assembléia decidiram suspender temporariamente os trabalhos por 48 horas a partir de 00h00min do dia 27 de maio de 2011, tendo em vista o impasse negocial com a categoria patronal, visando à renovação da Norma Coletiva aplicável aos companheiros que prestam serviços as empresas de Montagem e Manutenção Industrial em nossa base Territorial.
1)- Greve de 48 horas a partir de 00:00 hora do dia 27 de maio de 2011 (sexta-feira e sábado);
2)- Todos embarcarão e farão a paralisação na plataforma;
3)- O sindicato colocará na 4ª e 5ª feira carro de som nos locais de embarque Imbetiba e Aeroporto, fará um boletim informativo para distribuir para a categoria;
4)- A comissão levantará na 3ª e 4ª feira um contato com cada plataforma para comunicar e informar os demais companheiros;
5)- Reduziu o pedido do aumento para 29% (vinte e nove por cento) e manter os demais cláusulas da proposta;
6)- Nova assembléia dia 30 de maio de 2011 às 18:00 na sede do sindicato, assunto avaliação do movimento.


Macaé/RJ, 25 de maio de 2011.



A publicação oficial saiu no Jornal "O Debate Diário de Macaé" no dia 25/05/2011 na página 5.






Atenciosamente,



SINTPICC - A FORÇA DO TRABALHADOR

(22) 2772-3798 / (22) 2772-3910 / (22) 2763-0042 Fax

End: Rua Ferreira Viana, nº4-A

Centro - Macaé/RJ - CEP 27.910-030

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Bom dia Senhor Presidente do sindicato ( SINTIPCC – Macaé RJ,)

Estamos fazendo uma denúncia sobre coordenadores e supervisores que estão fazendo perseguição a funcionários em Cabiúnas sobre a paralisação que esta para acontecer. O coordenador e o supervisor da mecânica estão usando o método do silencio para que o colaboradores da empresa responsável pela manutenção não participem do movimento de reivindicações de melhores salários, hoje foi realizado um DDS na Caldeiraria com o intuito de calar a boca dos trabalhadores, o mais interessante é que o coordenador é presidente da ‘CIPA’. Pedimos ao sindicato que ligue para o coordenador para que deixe a gente lutar por melhores salários e que pare de persegui os que querem melhoria de salário, pois não e justo essa represa-lha. Nos dias de hoje encontrar pessoas adotando métodos que é melhor nem comentar.

CONVOCAÇÃO GERAL!

TRABALHANDO EM UMA DAS EMPRESAS RELACIONADAS MESMO EM UNIDADES FORA DA BACIA DE CAMPOS OU EM OUTROS ESTADOS, VOCÊ TEM UM DEVER CONSIGO MESMO, COM SUA EQUIPE E COM SUA FAMÍLIA. É HORA DE DECIDIR SE VAMOS FICAR JUNTOS E FORTES OU CONTINUAR VIVENDO DE PROMESSAS.
ATUALMENTE FAZEMOS PARTE DE UM GRUPO QUE TRABALHA EM UM DOS SETORES MAIS IMPORTANTES DA ECONOMIA DO PAÍS, POR ISSO NÃO SE JUSTIFICA EXISTIREM SALÁRIOS E REAJUSTES QUE É MELHOR NEM COMENTAR, A PARTIR DE HOJE TEMOS QUE TER ALGUEM QUE POSSA ENVIAR COMENTÁRIOS DA ADESÃO DA SUA UNIDADE TOTAL OU PARCIAL ORGANIZANDO O PROCESSO DE PARALIZAÇÃO NAS DIVERÇAS AREAS E DIVULGANDO NÚMEROS REAIS DO PROCESSO TODOS OS DIAS.
PESQUISE E ENVIE COMENTÁRIOS A PARTIR DE HOJE.
SUA INFORMAÇÃO É ESSENCIAL.


I. Empresas ligadas ao Sindicato como: Iesa, Mendes Junior, Imetame, Engevix, Odebrecht, UTC, PCP, Skaska, Lupatech, etc...

terça-feira, 24 de maio de 2011

"SINTPICC ------- MACAÉ RJ":

Venho por meio desta informar a todos que partir de Sexta Feira do dia 27-05-2011 e Sabado dia 28-05-2011, estaremos entrando em greve.
Paralisação Geral....Off e On-shore, mediante a recusa Patronal, em não acordo as reivindicações propostas do Sindicato (Sindipicc).
Temos que efetivamente apoiar esta luta, pois somente desta forma iremos conseguir a valorização da mão-de-obra.
Vamos a luta companheiro....
Divulguem para todos. Empresas ligadas ao Sindicato como:Iesa, Mendes Junior, Imetame, Engevix, Odebrecht, UTC, PCP, Skaska, Lupatech, etc...

"NEGOCIAÇÕES E RESULTADOS":

Venho por meio desta informar a todos que partir de Sexta Feira do dia 27-05-2011 e Sabado dia 28-05-2011, estaremos entrando em greve.
Paralisação Geral....Off e On-shore, mediante a recusa Patronal, em não acordo as reivindicações propostas do Sindicato (Sindipicc).
Temos que efetivamente apoiar esta luta, pois somente desta forma iremos conseguir a valorização da mão-de-obra.
Vamos a luta companheiro....
Divulguem para todos. Empresas ligadas ao Sindicato como:Iesa, Mendes Junior, Imetame, Engevix, Odebrecht, UTC, PCP, Skaska, Lupatech, etc...

quinta-feira, 19 de maio de 2011

CÂMARA DOS DEPUTADOS

Acompanhamento de Proposições
Brasília, quarta-feira, 04 de maio de 2011

o
o PL-03765/2008 - Altera a Lei nº 5.811, de 11 de outubro de 1972, para assegurar a jornada de turnos ininterruptos de revezamento, estabelecida no inciso XIV do art. 7º da Constituição Federal, aos trabalhadores abrangidos por esta legislação especial, e garantir o âmbito de aplicação dessa legislação a todos os que prestem serviços sob o regime de embarque e confinamento, como empregados ou como trabalhadores terceirizados.
- 03/05/2011Designado Relator, Dep. Luciano Castro (PR-RR)
- 04/05/2011Reabertura do Prazo para Emendas ao Projeto - Art. 166 do RICD (5 sessões ordinárias a partir de 05/05/2011)

quarta-feira, 18 de maio de 2011

APARENCIA REAL

FICOU BEM CLARO COM A REUNÃO DO DIA 16/05/2011 QUE OS EMPRESÁRIOS DE MACAÉ RJ DESCONHECEM A EXISTENCIA DOS TRABALHADORES DO SETOR INDUSTRIAL E PRINCIPALMENTE OFF SHORE DO MUNICIPIO.
A NEGOCIAÇÃO FOI FEITA COMO SE NÓS FOSSEMOS TRABALHADORES DE UM SETOR SECUNDARIO DA CATEGORIA, JÁ QUE EM MOMENTO ALGUM FOI COMENTADO OU APRECIADO QUALQUER DAS REIVINDICAÇÕES DA PAUTA ELABORADA PELOS TABALHADORES DO SETOR. NA VERDADE NÃO ERA UMA NEGOCIAÇÃO E SIM UMA IMPOSIÇÃO, JÁ QUE SIMPLESMENTE FOI ANUNCIADO O QUE SERIA FEITO PELOS EMPRESÁRIOS E PONTO FINAL.
NÃO PODEMOS ESQUECER O NÍVEL DE QUALIFICAÇÃO QUE TEMOS QUE POSSUIR ESPECIALMENTE PARA ATUAR NO SETOR, UMA VEZ QUE A FALTA DE UMA DAS QUALIFICAÇÕES EXIGIDAS PELO MERCADO DE TRABALHO TIRA O TRABALHADOR DESTE SETOR TÃO EXIGENTE.
ENTÃO, TRABALHADORES REUNAM-SE COM SEUS AMIGOS E/OU PARENTES PARA DISCUTIREM SOBRE ESTE ASSUNTO QUE É TÃO IMPORTANTE NA NOSSA HISTÓRIA. NÃO DEIXEM DE FAZER COMENTÁRIOS SOBRE ESSA CONVERSA NA PÁGINA.

segunda-feira, 16 de maio de 2011

SINTPICC ------- MACAÉ RJ

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

Pelo presente, ficam convocados, todos os integrantes das categorias profissionais representadas por esta entidade de classe, associados ou não, para se reunirem em Assembléia Geral Extraordinária, no dia 23 de maio de 2011, na -------------------------------------------------------------------------------, situado (a) á Rua -------------------------------------------------------------------- Macaé/RJ, em primeira convocação, às 18:00 horas, ou em segunda convocação, às 18:30 horas, com qualquer número para deliberação sobre a seguinte:

ORDEM DO DIA

A) Apreciação da contra proposta Patronal, visando a renovação da norma Coletiva em vigor;
B) Em caso de rejeição decretação de Greve na data e Condições que forem aprovadas em Assembléia em obediência a Lei de Greve;
C) Em caso de aprovação, autorização para Diretoria celebrar a Convenção;
D) Assuntos Gerais.

NEGOCIAÇÕES E RESULTADOS

Na ultima reuniaõ que aconteceu no dia 16/05/2011 foi feita uma proposta dos empresários de 7% sobre o salário e 8% sobre o piso e mais R$ 130,00 de tikt alimentação, proposta que foi rejeitada por unanimidade por todos os trabalhadores presentes na reunião, exatamente 65.

domingo, 8 de maio de 2011

CONVOCAÇÃO.

ESTAMOS CONVOCANDO TODOS OS TRABALHADORES FILIADOS AO SINDICATO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DE MACAÉ ( SINTIPICC )PARA COMPARECEREM A REUNIÃO DE NEGOCIAÇÃO COM AS EMPRESAS PARA DECIDIR O REAJUSTE SALARIAL DA CATEGORIA.
QUEREMOS COMUNICAR TAMBEM AOS TRABALHADORES QUE ESTA INICIATIVA NÃO TEM NENHUM VÍNCULO COM O SINDICATO MAIS SIM A MOBILIZAÇÃO HISTÓRICA QUE ESTA ACONTECENDO HOJE ENTRE TODOS OS TRABALHADORES DO SETOR, PRINCIPALMENTE OS TRABALHADORES EMBARCADOS DA BACIA DE CAMPOS.
SE VOCE FAZ PARTE DESSE GRUPO TÃO MASSACRADO PELOS EMPRESARIOS DO SETOR OFF SHORE UNA-SE A ESTA CORRENTE PARA DAR UM BASTA NESSA EXPLORAÇÃO, COMPAREÇA NO PRÓXIMO DIA 16/05/2011 AS 13:00Hs. NO HOTEL DULAC EM MACAÉ, PARA DAR APOIO A COMISSÃO DOS TRABALHADORES ESCOLHIDOS PARA REPRESENTAR A CATEGORIA.

sábado, 7 de maio de 2011

ACORDO COLETIVO DO ANO PASSADO

CLÁUSULA TRIGÉSIMA SÉTIMA - REGIME DE TRABALHO EMBARCADO (OFF-SHORE)

Visando uniformizar o pagamento e disciplinar o regime de trabalho embarcado off-shore, face ainda existir divergência doutrinárias e de jurisprudência a esse respeito, os ora acordantes ajustam entre si para vigorar durante a vigência da presente Convenção Coletiva de Trabalho, o seguinte:

Parágrafo Primeiro
Haverá um turno fixo de 12 (doze) horas diárias de trabalho na plataforma marítima, com 1 (uma) hora para repouso e refeição, para cada jornada de trabalho, existirá o equivalente a 12 (doze) horas de repouso no local de trabalho. Além disso, fará jus o empregado a uma folga de 1 (um) dia, para compensar o dia embarcado, a ser gozado em terra, ficando certo que o regime total de trabalho será 14 (quatorze) dias embarcado por 14 (quatorze) dias de descanso remunerado (14 x 14);

Parágrafo Segundo
As empresas que pelo caráter de suas atividades atuam em regime de trabalho “Off-Shore” diferenciado, com escala menor que 14 x 14 dias ou através de embarques eventuais, adotarão o sistema de 01 (um) dia de folga remunerada para cada 01 (um) dia embarcado;

Parágrafo Terceiro
Os serviços executados em regime de turno ininterrupto com revezamento diário do turno, quando houver, se adotará para cada 14(quatorze) dias trabalhados, uma folga equivalente a 21 (vinte e um) dias;

Parágrafo Quarto
Nos casos excepcionais e eventuais em que ocorrer regime ininterrupto de turno será concedido adicionalmente, como alternativa do empregado, em forma de prêmio, para cada 3(três) dias de trabalho, 1(um) dia a mais pago com percentual de 100% (cem por cento) ou de folga: O acordo deverá ser comunicado no SINTPICC;


Parágrafo Quinto
Os adicionais incidentes sobre o salário base a serem pagos em regime off-shore serão de no mínimo 50% (cinqüenta por cento), estando nele incluído, mas não limitados os seguintes adicionais: periculosidade, sobreaviso e de repouso alimentação, inclusive nos dias de folga proporcionais ao mesmo número de dias embarcados;

Parágrafo Sexto
Considerando que em algumas emergências os trabalhadores off-shore são obrigados a permanecerem embarcados após o seu período de trabalho de 14 (quatorze) dias, as empresas se comprometem a pagar os dias ultrapassados a hora a 100% (cem por cento), ou excesso com a concessão de dias de folga em número equivalente, desde que acordada por termo com o trabalhador, devendo ser ratificada pelo SINTPICC;

Parágrafo Sétimo
As horas extras que forem trabalhadas dentro do período de 14 (quatorze) dias embarcados e que excederem às 12(doze) horas normais serão pagas com acréscimo no percentual de 50% (cinqüenta por cento) incidente sobre a hora normal, já acrescida de 50% (cinqüenta por cento) off-shore, sem prejuízo do que prevê os parágrafos 4º e 5º da presente cláusula

sexta-feira, 6 de maio de 2011

CONVOCAÇÃO PARA ASSEMBLÉIA

CONVOCAMOS TODA A FORÇA DE TRABALHO A COMPARECER NESTA ASSEMBLÉIA DIA 16/05/2011 AS 13:00H NO HOTEL DULAC PARA MOSTRAR AOS EMPRESARIOS QUE NÓS ESTAMOS MOBILIZADOS. PRECISAMOS ESTAR UNIDOS PARA ESTA LUTA. A MOBILIZAÇÃO ENCHOVA CONTA COM A PRESENÇA DE TODOS.

NEGOCIAÇÕES E RESULTADOS

NO ULTIMO DIA 5/5/2011. NO HOTEL DULAC PRÓXIMO A LAGOA EM MACAÉ RJ. ACONTECEU A ASSEMBLÉIA DE NEGOCIAÇÃO ENTRE TRABALHDORES, SINDICATO E EMPRESAS ONDE FORAM DISCUTIDAS AS REENVIDICAÇÕES APROVADAS NA ASSEMBLÉIA GERAL QUE OCORREU EM 15/04/2011 NA SEDE DO SINDICATO. NA REUNIÃO A COMISSÃO DE REPRESENTAÇÃO DOS FUNCIONÁRIOS FOI HUMILHADA E REDICULARIZADA DE VARIAS FORMAS PELOS REPRESENTANTES DAS EMPRESAS, QUE NÃO DERAM ATENÇÃO PARA AS NOSSAS REENVINDICAÇÕES.
SÓ QUE UM DOS INTEGRANTES DA COMIÇÃO SR BERLAM, SURPREENDEU A TODOS COM UMA PESQUIZA FEITA POR ELE MESMO QUE COMPROVOU AOS EMPRESARIOS O CONHECIMENTO DE TODOS OS TRABALHDORES DAS PERDAS SALARIAIS DA ORDEM DE MAIS DE 60% NOS ULTIMOS 10 ANOS.
DEPOIS DA DEMONSTRÇÃO DAS INFORMAÇÕES DAS PERDAS REAIS ACUMULADAS AO LONGO DE 10 ANOS. OS EMPRESARIOS AFIM DE GANHAR TEMPO OU FAZER ALGUM TIPO DE NEGOCIATA ADIOU AS DECISÕES PARA A PRÓXIMA ASSEMBLÉIA QUE OCORRERA NO PRÓXIMO DIA 16/05/2011 AS 13:00H NO HOTEL DULAC.

ABUSO DE PODER

ALGUMAS EMPRESAS SE RECUSARAM A DESEMBARCAR COLABORADORES INTEGRANTES DA COMIÇÃO DE REPRESENTAÇÃO DOS TRABALHADORES. MESMO TENDO SIDO NOTIFICADAS PELO SINDICATO. A MOBILIZAÇÃOENCHOVA QUER SABER QUAIS SÃO AS MEDIDAS LEGAIS QUE O SINDICATO PODE TOMAR CONTRA AS EMPRESAS QUE NÃO ATENDERAM AS NOTIFICAÇÕES.

REUNIÃO DIA 06/05/2011 - EM PCE 1

INFORMAMOS A TODOS QUE NO DIA 06/05/2011 ÀS 17:30 OCORREU UMA REUNIÃO NA PLATAFORMA DE ENCHOVA COM TODOS OS FUNCIONARIOS FILIADOS AO SINTPICC PARA DISCUTIR INFORMAÇÕES SOBRE A ASSEMBLEIA REALIZADA NO DIA 05/05/2011. REUNIÃO ESSA QUE NÃO CHEGOU A RESULTADO ALGUM,POIS UMA DAS POUQUISSIMAS OFERTAS DOS EMPRESARIOS FOI A MELHORA DO NOSSO "PLANO FUNERÁRIO". A MOBILIZAÇÃO DEVE CONTINUAR. SERA REALIZADA NO DIA 16/05/2011 ÁS 13:00 NO HOTEL DULAC EM MACAÉ ( NO BAIRRO LAGOA ) UMA NOVA ASSEMBLEIA, CONTAMOS COM A PRESENÇA DE TODOS, COMO SEMPRE DE FORMA ORGANIZADA.

ESTAMOS INFORMANDO A TODOS QUE ESTE BLOG NÃO TEM QUALQUER VINCULO OU APOIO DO SINTPICC.

terça-feira, 3 de maio de 2011

Convocação geral.

O Sindicato dos Trabalhadores de Pintura Industrial e
Construção Civil de Macaé/RJ, vem comunicar a Comissão de
Trabalhadores que a reunião com o setor patronal será no dia 05 de
maio de 2011 às 13:00 no hotel Du Lac, informamos que o ofício
solicitando a liberação já foi encaminhado para as empresas ao qual
fazem parte. Solicitamos que todos os participantes da Comissão se
apresente na sede do sindicato às 10:00 do dia 05 de maio de 2011 para
uma reunião.

segunda-feira, 2 de maio de 2011

QUANDO VAI SER ASSIM?

Campanha Salarial


A data-base de reajuste salarial dos trabalhadores do sintpicc. 1º de MAIO de cada ano.
Nos meses que antecedem a maio (março e/ou abril) geralmente começa a CAMPANHA SALARIAL, quando a categoria é convocada por edital, em jornal de grande circulação e através dos meios de comunicação do sindicato (Informativo/Panfletagem/Home Page e etc...) para em ASSEMBLÉIA GERAL, votar a Pauta de Reivindicações a ser encaminhada ao sindicato patronal. Nesta mesma Assembléia é divulgada a Comissão de Negociação, que irá defender as reivindicações da categoria, nas rodadas de negociação com o sindicato patronal.
A Campanha Salarial é estendida até a assinatura da Convenção Coletiva de Trabalho, que somente ocorre após ser aprovada pela categoria em assembléia.
A rapidez ou não da Campanha Salarial, depende em parte da transigência do Sindicato Patronal no atendimento das reivindicações da categoria e em grande parte da mobilização dos trabalhadores, seja participando das convocações para assembléias, seja fazendo pressão junto às empresas.
Além da negociação com o Sindicato Patronal, também ocorrem Acordos Coletivos em separado com empresas do setor, tanto Acordos gerais, como específicos de Participação nos Lucros e Resultados da Empresa, sempre com a data-base em 1º de maio.

NEGOCIAÇÃO ENTRE SINDICATO E AS EMPRESAS

O Sindicato dos Trabalhadores de Pintura Industrial e Construção Civil de Macaé/RJ, vem comunicar a Comissão de Trabalhadores que a reunião com o setor patronal será no dia 05 de maio de 2011 às 13:00 no hotel Du Lac, informamos que o ofício solicitando a liberação já foi encaminhado para as empresas ao qual fazem parte. Solicitamos que todos os participantes da Comissão se apresente na sede do sindicato às 10:00 do dia 05 de maio de 2011 para uma reunião.

terça-feira, 26 de abril de 2011

SINTIPICC disse...

É ISSO AI COMPANHEIROS, FICAMOS MUITO SATISFEITOS COM O QUE VIMOS NA ASSEMBLÉIA DA ÚLTIMA 6ª FEIRA (15/04/11), O PRESIDENTE SR JOAO RODRIGUES E O DR SILVIO JUNTAMENTE COM OS QUE OCUPARAM A MESA AGRADECEM A TODOS QUE POR UM MOMENTO DERAM AS MÃOS E SE UNIRAM COM O SINTPICC .
18 de abril de 2011 16:37
Reivindicações para o acordo coletivo de maio de 2011
Local, dia e horário a ser confirmado.
• Reajuste salarial de 30% ;
• PLR 1 salário de carteira de 6 em 6 meses ;
• Auxilio alimentação de R$ 260,00 ;
• 65% adicional de embarque ;
• Pagamento de 100% em domingos e feriados (quando estiver embarcado) ;
• Empresa pagar passagem de ida e volta para embarque e cursos na folga;
• Plano de saúde extensivo aos dependentes;
• Pagamento de 100% dos dias excedentes aos 14 do embarque;
• Criar uma categoria para os escaladores;
• A empresa devera retirar o nome do empregado do sispat até 48hs apos a homologação da rescisão de contrato;
• Pagar o dia do embarque do embarque do funcionário como se o mesmo estivesse embarcado.
• Ao trabalhador que estiver faltando 1 ano para se aposentar, o mesmo terá estabilidade na empresa;
• OBS: É preciso que estejamos presentes no dia do dissídio para que estas reivindicações se concretizem.

sábado, 23 de abril de 2011

Vejam que a possibilidade de ganhos.

Senhores e caros amigos!
Este email é para convidá-los a mover uma ação contra as empresas que estão trabalhando, ou empresas na qual trabalharam, re-envidicando os últimos 5 anos que trabalhamos em escala de 14 x 14 e a contituição federal de 88 + a lei 5811 reconhecem que para tanto deveriamos descansar 21 dias. Dessa forma podemos pedir os últimos 5 anos, ou seja, 7 dias a 100% para cada periodo de embarque de 14 dias (mês). Vejam que a possibilidade de ganhos é bem significativa.
Convesei com o Dr. Carlos, advogado conseituado no Rio de Janeiro, e o mesmo concordou em entrar nessa briga movendo tal ação. Ele acredita que o fato dos funcionário da Petrobras, atraves de seu sindicato, ter movido uma ação contra a Petrobras e terem ganho, gera para nós uma "jurisprudência", ou seja, uma causa de referência, que torna essa ação praticamente ganha!!! E esta ainda servirá como referência para ações futuras.
Estou copiando o Sr. Carlos Mendes (carlosmendes.rj@bol.com.br ) que será a pessoa responsável pelos contatos e agendamentos para discutir as condições e possibilidades de cada um. Peço que divulguem a qualquer amigo que tenha interesse em participar dessa ação pois assim poderemos movitar algo maior que poderá mais adiante nos dar direito e escala de 14 x 21 definitivamente.
Desta vez sai....
Não há motivos para receios, pois quem não se sentir a vontade para entrar na justiça contra a empresa na qual trabalham, podem entrar contra a empresa da qual sairam, desde que tenha menos de dois anos. A Petrobras também será acionada, pois assim garantimos que a ação ganhará proporções e resultados positivos.
Hoje dia 21/04 conversando com amigos de trabalho resolvemos entrar no site (blogspot) criado para pautar reinvidicações e opiniões sobre o acordo coletivo de
Trabalhadores.
Aqui pude ler que algum representante do sindicato que nem se identificou mas ali postou um comentário que tenho para mim como se fosse um político.
Os diretores do sindicato em todos os cargos parecem que são mais um patrão que um representante dos trabalhadores. Quando apresentam as nossas conquistas como se fosse algo de outro mundo, digo nossas porque fazemos parte de todo esse sistema.
E uma obrigação de quem esta lá lutar e conseguir algo em prol dos trabalhadores e não é favor nenhum qualquer que seja a conquista realizada pelo sindicato, que deveria ter vergonha de postar esse tipo de depoimento mostrando despreparo total para lhe dar com certas situações. Agora não é hora de dizer quem esta certo ou errado e sim de se unir buscando o melhor para os trabalhadores fazendo valer os nosso direitos que hoje não é cumprido pelo empregador, padronizando os direitos para todos os trabalhadores e fazendo com que as empresas cumpram o que for estabelecidos.
Aproveitando aqui a oportunidade para pedir a toda classe trabalhadora que compareça as assembleias afim de lutar pelos nossos direitos pois a classe unida sempre acabará vencendo.

O SINDICATO SUSPENDEU O FECHAMENTO DA PLR DA EMPRESA SKANSKA

O SINDICATO SUSPENDEU O FECHAMENTO DA PLR DA EMPRESA SKANSKA POR MOTIVO DE TER MUITOS TRABALHADORES DA EMPRESA QUE GOSTARIAM DE PARTICIPAR DAS NEGOCIAÇÕES, O PRESIDENTE JOAO RODRIGUES RESOLVEU MARCAR UMA ASSEMBLÉIA GERAL PARA QUE TODOS OS TRABALHADORES COMPAREÇAM NAS NEGOCIAÇÕES CONFORME A ULTIMA ASSEMBLÉIA EXTRAORDINÁRIA OCORRIDA NA ULTIMA 6ª FEIRA DIA 15/04/2011. AINDA NÃO EXISTE UMA DATA PARA ASSEMBLÉIA DA PLR DA SKANSKA
O que é isso? Vocês da mobilização enchova sabe me responder? Eu vi na foto do sindicato jose carlos , Maricio, Batata e outros mais que somando eram uns 12 ao todos, Cara é assim que a gente vai ganhar? Fala serio, cadê os peões ou Colaboradores, eu já participei na implantação da PLR da Skanska quando eu trabalhava ai em enchova na manutenção de guindaste, vocês devem lembrar.
Pessoal temos que divulgar mais sobre as negociações que estão acontecendo, você que e dono do blog, adiciona moderadores coloca e-mail de todos que você conhecer, procura saber as plataformas ao qual os trabalhadores fazem parte do nosso sindicato, vamos entrar em contato com este pessoal e informar sobre as negociações que estão para acontecer nesse acordo coletivo de 2011 para 2012, foi comentado nessa ultima assembléia que o nosso salario esta defasado em relação aos salários do Rio de Janeiro em 30%, um exemplo disso e que se aqui em Macaé que pertence ao mesmo estado o montador de andaime ganha um salário de carteira de R$ 800,00 lá na cidade do Rio de Janeiro, o mesmo profissional ganha um salário na carteira de R$ 1000,00 reais, pessoal que diferença tem este montador de andaime do Rio de Janeiro para o montador de andaime de Macaé?
E simples, eu respondo, é que este montador e outros demais companheiros comparecerão ao sindicato e exigirão o seu aumento de salário que é lógico que a empresa não deu e eles e com certeza fizeram greve, mais aqui em Macaé não, os montadores assim como outros profissionais não comparecerão ao sindicato da classe e ao mesmo tempo os patrões ditarão os valores que eles quiseram. Mas nós não vamos deixar que isso aconteça novamente.

terça-feira, 19 de abril de 2011

SINTPICC, BATALHE JUNTO CONOSCO.

Estamos orgulhosos em pela primeiria vez reunir toda a classe trabalhista Offshore para reivindicar nossos direitos de forma justa, apesar de algumas barreiras enfrentadas pela oposição acreditamos na vitória e estamos dispostos a batalhar por isso.
Não podemos bater em retirada pessoal a essa altura do campeonato, que possamos continuar unidos, divulguem para os companheiros.
Caso a resistencia se mantenha firme, ja sabemos o que fazer.
Um forte abraço.
SINTPICC, BATALHE JUNTO CONOSCO, PROVE QUE A METODOLOGIA DE VCS Ñ É FALHA PARA COM A CLASSE

Como ganhar algo em nosso favor.

Boa tarde leitores deste blog estou muito decepcionado com o numero insignificante de trabalhadores offshore que compareceram na reunião de ontem dia 18/04 às 16 horas no Sintpicc para reunião de reevindicações com a Skanska, olha que eu chamei muitos trabalhadores e muitos morando em Macaé não foram.
As pessoas que compareceram são Campos, Rio de Janeiro, Rio das Ostras etc. alem da comissão da Skanska com seis trabalhadores, foi uma reunião boa por que eu vi o interesse das pessoas que ali estavam em conquistar melhorias, mas por motivo da reunião de sexta feira dia 15/04 teve que ser remarcado uma nova reunião com data indefinida que será passado pra mim e estarei colocando aqui no blog.
Estou coloca aqui no blog uma copia da 1º pauta tudo o que foi falado e a pauta de ontem para que os trabalhadores saibam como foi à reunião, o Sintpicc esta aberto a qualquer duvida, pois eles estão fazendo um trabalho que pra mim esta sendo muito importante.
Foi entregue uma copia das nossas reivindicações para o Sintpicc e também mostrando a quantidade de assinatura recolhidas dos trabalhadores offshore para que na próxima reunião venhamos debater.
Peço aos amigos trabalhadores que faça valer seus direitos de melhorias comparecendo nas reuniões futuras a serem divulgadas aqui no blog, porque com esse numero tão pequeno de trabalhadores que compareceram não teremos como ganhar algo em nosso favor.
Quero aqui agradecer o apoio que o Sintpicc esta nos dando nessas negociações e a todos trabalhadores offshore que compareceram.
Aqui esta o telefone do sintpicc (22)27723910 para aqueles que queiram ligar para estar marcando uma visita.
Desde já fica aqui meus agradecimentos a todos que comparceram.......

sábado, 16 de abril de 2011

FALANDO A VERDADE

Boa tarde a todos os amigos da mobilização de enchova.
Camaradas a assembleia de ontem foi um verdadeiro show de união, compareceram mais de 70 colaboradores, muitos deles eram de Porciúncula e os outros eram de outra cidade e lamentavelmente só tiveram uns seis colaboradores de Macaé, isto e uma falta de consciência para aqueles que só sabe criticar e colocar lenha na fogueira que nem o nosso amigo (Orlando CIPISTA DE CABIUNAS) pra ser sincero eu não conheço este Orlando lá em cabiúnas, porque eu também trabalho lá e não sei que e este Orlando, mais isso não vem ao caso.
Pessoal temos que nos reunir, juntarmos forças porque dessa vês o negocio e serio, no dia 15/04/20011 as 18:00 foram feito varias solicitações de melhoria uma delas que eu sinto aqui, e porque são tantas solicitações, e que o nosso salario esta defasado em relação aos salario do Rio de Janeiro em relação aos profissionais que exerce as mesma função em outros sindicatos iguais ao daqui, por isso foi solicitado um reajuste de 30% nesse novo acordo coletivo de 2011 para 2012, foi reivindicado ajuste de 75% porcentagem em relação aos que trabalhão aos sábados no caso regime de terra que e o meu caso que ganho só 50% , porque hoje em dia quem faz hora extra aos sábados só ganha 50% ao em vês de ser 75, vamos ser sincero sábado não e um dia normal, outros abordarão sobre os dias em que os colaboradores saem das suas cidades para realizar cursos aqui em Macaé e a empresa não custeia a passagem , outra situação em que foi colocado em pauta e que e melhor de todas e respeito da lei 14 X 21, nos vamos lutar para entrar em vigor esta lei para os contratados, outra situação que foi colocado em pauta e sobre a PLR (participação de lucro) , a IMETAME e a ODEBRECHTER não paga aos seus colaboradores , e foi falado que os novos valores de PLR será padronizado um valor de 100%, e que este valor será pago em duas parcela de seis em sei meses, e o que eu ouvi do Dr. Em Direito Sr. Lessa.
Pessoal Foi formado uma comissão onde esta comissão estará responsável para divulgar o que for descutido nas assembleias que esta para ocorrer, sendo que todos filiados ao sindicato, ou melhor, todos que trabalhem embarcados, devem ter o compromisso de participa das outras duas assembleia onde serão as decisões gerais sobre o que foi solicitado, vamos unir força, hoje em dia eu penso “isto e minha opinião” trabalhar embarcado não esta valendo mais apena, pelo motivo de que o profissional embarcado é muito desvalorizado, o salario que as empresas, ou melhor, ( CARTEL ) estão pagando, salários combinados, tipo eu pago ao meu montador de andaime só 600,00 reais na carteira, a outra firma paga só 610,00reais, isto e um absurdo!! Temos que nos valorizar não só a nossa mão de obra mais sim a nossa vida e saúde e a nossa família, por quê? Você correr riscos eminente tipo trabalha e dorme em uma bomba relógio que a qualquer momento pode explodir, e isso tudo pra quer? Só por mixaria de dinheiro, e isso mesmo mixaria, não vale apena.
Vamos lutar, vamos nos ajuntar e ajudar o sindicato ao em vês de criticar e lutar pelos nossos direitos...
Deixa de ser covarde e mostra para seus filhos que você não quer que eles sejam escoria da sociedade.....
Desculpa de eu ter falado a verdade.....

ASSEMBLEIA

ESTAMOS INFORMANDO A TODOS QUE NO DIA 18/04/2011 ÀS 16:00 Hs NA SEDE DO SINTPICC EM MACAÉ ESTARA SENDO REALIZADA A ASSEMBLEIA PAR DEFINIR AS REENVIDICAÇÕES DOS FUNCIONÁRIOS DA EMPRESA SKANSKA REFERENTE AO ACORDO COLETIVO 2011 COM DURAÇÃO DE 2 ANOS ONDE SERÃO DESCUTIDOS ENTRE OUTROS ASSUNTOS O AUMENTO DA “PLR”, AUMENTO DO VALE ALIMENTAÇÃO,PAGAMENTO DAS HORAS EXTRAS DO HORÁRIO DE ALMOÇO E APÓS A JORNADA DE TRABALHO DE 12 HORAS. A PRESENÇA MACIÇA DE TODOS É MUITO IMPORTANTE.

Respeito ao trabalhador filiado

A criação deste espaço tem a finalidade de informar a força de trabalho filiada a este sindicato, sobre diversas questões que não são repassadas pela entidade.
Nós queremos somar forças com a entidade e precisamos de apoio para fortalecer a categoria que no passar dos anos vem tendo seus ganhos cada vez mais reduzidos.
Como se trata de um espaço aberto a comentários, vamos encontrar todo tipo de julgamento possível, devido ao que a entidade passa para os trabalhadores no longo dos anos.
Nós precisamos dessas informações e quem pode informar é o sindicato, desta forma só pedimos a colaboração, nós não queremos desculpas pelo que não foi feito mais saber o que foi realizado, os novos projetos e mais transparência.
Desde já agradeço pelas informações que tanto necessitamos e sei que o sindicato não vai deixar de nos atender.
Em nome de toda força de trabalho

sexta-feira, 15 de abril de 2011

14/21 ( igual aos funcionários petrobras.

No intuito de demostrar a insatisfação dos técnicos e engenheiros que trabalham em regime off-shore em escala de 14 x 14, quando teriamos direito a 14 x 21 (ingual aos funcionários Petrobras), Vimos por meio desta solicitar auxílio do CREA-RJ/ CONFEA, orgão ao qual todos nós pagamos nossa anuidade, para que abra uma ação pública baseada nas informações abaixo (ação movida pelos funcionários da Petrobras que lhes deram direito a escala de 14 x 21).o
Sendo assim, peço a todos os envolvidos que assinem abaixo e coloquem seu número de registro do CREA/CONFEA e encaminhem esse email a todos os conhecidos (técnicos e engenheiros) que trabalham no regime em questão para que possamos mover, através do de nosso orgão de classe a ação que nos fará justiça.
Agradeço ao CREA/CONFEA desde já em nome de todos
Enviar E-mail com nome e Nº de registro no Crea para:luizalexandria@yahoo.com.br

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Pauta de Reenvindicações.( Enchova)

1.Correção salarial mão de obra direta:
reajuste salarial de 60% do salário atual conforme tabela salarial do sindicato do Rio de Janeiro. ( refinaria ).
2.Correção salarial mão de obra indireta:
dissídio de 15% conforme aumento do salário mínimo.
3.Benefícios para toda força de trabalho
3.1.Assembléia á bordo e atas com validade jurídica.
3.2.Adicional de embarque 63.5%.
3.3.Auxílio alimentação no valor de R$ 300,00.
3.4.Passagem no dia de embarque e desembarque.
3.5.Plano de saúde e odontológico de grande aceitação no mercado.
3.6.Escala de trabalho (14 / 21 ) dias. Conforme projeto de Lei n.º 5.811, de 11 de outubro de 1972.
3.7.Pagamento do dia de embarque e desembarque (por problemas imputáveis á empresa, meteorológicos, transferência de vôos e petrobras).
3.8.Pagamento de hora extra 100% dos feriados que o trabalhador estiver embarcado.
3.9.PLR. Salário base mais adicionais.

quarta-feira, 6 de abril de 2011

REENVINDICAÇÕES DA EMPRESA SKANSKA.

REENVINDICAÇÕES DA EMPRESA SKANSKA.

REMUNERAÇÃO DOS DIAS DE FERIADOS E DOMINGOS.
REMUNERAÇÃO NOS DIAS DE CURSOS “ EM TERRA”.
AUMENTO NO VALOR DO TICK ALIMENTAÇÃO PARA R$ 220,00.
REMUNERAÇÃO DO HRA DA HORA DE ALMOÇO.
AUMENTO DO VALOR DA ALIMENTAÇÃO DO DIA DO EMBARQUE PARA R$20,00.
TROCA DE ( EPIs ) A BORDO ( O FUNCIONÁRIO PERDE UM DIA DE FOLGA ).
COMPARECIMENTO DO PREPOSTO NO EMBARQUE E DESEMBARQUE DOS COLABORADORES.
DIVULGAR A ATA DAS REUNIÕES NAS UNIDADES MARITIMAS PARA DISCUTIR O ASSUNTO E VOTAR EM ASSEMBLÉIA.
PASSAGEM PARA TODOS OS COLABORADORES QUE ATUALMENTA NÃO ESTÃO SENDO BENEFICIADOS.
TER UM REPRESENTANTE DA “CIPA” EM CADA UNIDADE QUE A EMPRESA MANTEM CONTRATO.
NÃO PENALIZAR O ACIDENTADO COM A PERDA TOTAL DA “PLR” , PARA QUE O ACIDENTADO NÃO FIQUE DESAMPARADO NA HORA QUE ELE MAIS PRECISA DA EMPRESA.
TRANSPORTE DO HOTEL PARA O AEROPORTO, AEROPORTO PARA O HOTEL PARA TODOS OS COLABORADORES DA EMPRESA.
RECEBER OS ADICIONAIS DE EMBARQUE QUANDO O VÔO FOR TRANSFERIDO.
PAGAMENTO DE HORAS EXTRAS PARA SERVIÇOS EXECUTADOS APÓS A JORNADA DE TRABALHO DE DOZE HORAS.

sábado, 2 de abril de 2011

ASSEMBLEIA

ESTAMOS INFORMANDO A TODOS QUE NO DIA 15/04/2011 ÀS 18:00 NA SEDE DO SINTPICC EM MACAÉ ESTARA SENDO REALIZADA A ASSEMBLEIA PARA DEFINIR AS REENVINDICAÇÕES JUNTO AOS PATRÕES.  A PRESENÇA MACIÇA DE TODOS É MUITO IMPORTANTE.
ALGUMAS PESSOAS ESTÃO SE PRONTIFICANDO A LEVAR ALGUNS COMPANHEIROS EM SEUS CARROS À ASSEMBLEIA , AMANHA ESTAREI POSTANDO O CONTADO DESSAS PESSOAS.

MOBILIZAÇÃO ENCHOVA

INFORMAMOS A TODOS QUE ESTAMOS CRIANDO ESTE BLOGGER PARA MANTER INFORMADO TODOS OS TRABALHADORES FILIADOS AO SINTPICC DE MACAÉ, SOBRE AS MEDIDAS PARA PODERMOS REEVINDICAR NOSSOS DIREITOS; PRINCIPALMENTE PARA O DISSIDIO DE 2011.

DEVEMOS NOS MANTER UNIDOS E INFORMADOS.